Planejamento de RH: como retomar em meio à pandemia?

Planejar a longo prazo, neste contexto de pandemia, causa estranheza. Parece difícil focar em ações concretas, em um cenário tão instável e indefinido. Aquele conhecido planejamento do RH que iniciava sempre nos últimos meses do ano vigente, para o ano seguinte, soa como algo sem sentido.

Sabemos que a pandemia bagunçou a área, trouxa à tona diversos problemas, mas a vida (e o trabalho) continuam. É preciso retomar. Para isso, listamos a seguir 4 passos fundamentais para os profissionais de RH possam vislumbrar uma saída e continuar exercendo seu papel estratégico nas empresas.

 REVER O PLANEJAMENTO EXISTENTE

Certamente, todo seu planejamento para 2020 ou boa parte dele foi comprometido. Metas, prioridades, indicadores e muitos outros precisaram ser deixados de lado para que o RH pudesse dar conta das demandas da pandemia que foram surgindo, incontrolavelmente e incansavelmente. E foram muitas: medidas provisórias, adoção do home office, concessão de férias imediatas, alterações, redução ou suspensão de contratos, alteração de banco de horas, etc.

Por isso, o primeiro passo antes de retomar suas atividades no RH por completo, é rever seu planejamento. Analise e questione-se: o que é possível fazer e o que estagnou? O que ainda é fundamental para a área e o que já não faz mais sentido? De tudo que havia sido planejado, o que não pode mais ficar parado?

Após essa análise detalhada, elenque todos os projetos, ideias e ações precisam voltar ao planejamento para os próximos meses. Independentemente da quantidade, liste todos. Com isso, você terá visão do todo e mais facilidade para continuar a retomada da área.

 LISTAR OS PROBLEMAS QUE SE POTENCIALIZARAM NA PANDEMIA

Neste cenário, muitos daqueles problemas que o RH já enfrentava foram potencializados. Sem avisar, eles invadiram a área e a empresa, causando prejuízos. Por isso, o segundo passo desta retomada, é listar esses problemas que atingiram o seu RH na pandemia.

Dentre eles podem estar:

– Centralização das informações;

– Marcação e controle do ponto a distância;

– Suporte não efetivo;

– Dificuldade no acesso remoto;

– Falta de indicadores em tempo real;

– Problemas com informações oriundas de terceiros.

Liste tudo que afetou a performance do RH para que você possa planejar as soluções para os próximos meses e não esperar uma nova pandemia para isso.

 CONSTRUIR UM NOVO PLANEJAMENTO

Com todas as informações em mãos, é claro que precisaremos construir um novo planejamento. Ainda que ele não seja a longo prazo, seus efeitos e objetivos devem ser. Trabalhando em ciclos, é mais fácil chegar ao resultado esperado mais cedo.

Para construir seu planejamento, os projetos que o integram, poderão ser detalhados seguindo a metodologia do Project Model Canvas, de José Finnochio Júnior, que segue um modelo mental dividido em cinco etapas. Cada uma delas responde a perguntas fundamentais, como: Por quê? O quê? Quem? Como? Quando? Quanto?

Respondendo a estas questões, você vai conseguir detalhas seus projetos em um nível mais profundo, o que garantirá o sucesso de cada um deles e, certamente, do seu planejamento.

 APRESENTAR O NOVO PLANEJAMENTO À GESTÃO

Com tudo em mãos, o último passo e muito importante é a apresentação deste novo projeto. Lembre-se de seguir as dicas de perfil comportamental para que a conversa flua normalmente e para que a gestão possa entender a importância do planejamento não apenas para o RH, mas para a empresa toda.

Frise o quão importante a área se faz na pandemia e o quanto “sofreu” para ter efetividade em suas ações. Agora, mais do que nunca, é a vez do RH ser reconhecido e, a aprovação do planejamento é o início desta nova fase.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *